Empresário ligado a Bolsonaro defende Trump: colocou Irã em seu lugar

Gabriel Kanner, do Brasil 200, grupo de empresários ligados a Bolsonaro, defendeu sanções econômicas dos EUA contra o Irã. "Grande pronunciamento de Trump", disse. "Colocou o Irã em seu devido lugar"

(Foto: Reprodução (Youtube))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Gabriel Kanner, do Brasil 200, grupo de empresários ligados a Bolsonaro, defendeu a posição dos Estados Unidos contra o Irã e afirmou que o presidente americano, Donald Trump, “se comporta como um líder mundial, que trata o Irã como tem de ser tratado”, com sanções econômicas. A tensão entre os dois países aumentou depois que forças americanas mataram o general iraniano Qasem Soleimani no Iraque, onde duas bases americanos foram atacadas pelo Irã. 

"Grande pronunciamento de Trump. Foi firme, incisivo, reiterou que não houve morte de americanos no ataque de ontem, criticou a postura frouxa de Obama, prometeu novas sanções econômicas. Mudou o tom das negociações. Colocou o Irã em seu devido lugar e defendeu a paz mundial", escreveu o empresário em sua conta do Twitter nesta quarta-feira (8). 


A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247