“Esquerda precisa abandonar ilusão da política de frente ampla e construir a frente popular”, diz Altman

O jornalista Breno Altman diz ser inviável eleitoralmente uma aliança com setores da direita anti-bolsonarista nas próximas eleições presidenciais. Para ele, somente uma frente verdadeiramente popular é capaz de derrotar Bolsonaro. Assista

Felipe L. Gonçalves/Brasil247
Felipe L. Gonçalves/Brasil247 (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - No Bom Dia 247, o jornalista Breno Altman delineou uma estratégia para o campo progressista seguir nas próximas eleições presidenciais. Para Altman, a unidade das esquerdas deve ser o ponto central.

“Precisamos entender que só é possível superarmos essa situação, que é uma situação de defensiva e perigosa do ponto de vista eleitoral, se formos capazes de construir a unidade da força das esquerdas. Essa é a tarefa número um”, diz. 

O jornalista considera inviável a possibilidade de nomes como Lula, Ciro Gomes e Flávio Dino, juntos, concorrerem à presidência da República: “Neste momento, o campo progressista corre o risco de ter um, dois, três ou até quatro candidaturas presidenciais”.

Ele ainda aponta que uma aliança com setores anti-bolsonaristas da direita não é um bom caminho: “Precisamos sair do terreno da ilusão da política de frente ampla e construir a frente popular”, concluiu. 

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email