Evangélica, Marina Silva perde apoio entre evangélicos

Marina Silva é a única evangélica entre os principais candidatos a presidência da república; no entanto, sua performance neste segmento vem decrescendo de maneira constante desde 2014; hoje, ela tem entre os evangélicos apenas 12% das intenções de voto, percentual idêntico ao de outras religiões, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo

Evangélica, Marina Silva perde apoio entre evangélicos
Evangélica, Marina Silva perde apoio entre evangélicos (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)

247 - Marina Silva é a única evangélica entre os principais candidatos a presidência da república. No entanto, sua performance neste segmento vem decrescendo de maneira constante desde 2014. Hoje, ela tem entre os evangélicos apenas 12% das intenções de voto, percentual idêntico ao de outras religiões, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo. 

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo ainda informa que "quando disputou a Presidência em 2014, Marina tinha desempenho acima da média entre evangélicos: 43%, 12 pontos porcentuais a mais do que a taxa registrada entre os católicos. Se ela não tivesse perdido apoio entre os fiéis de sua religião, poderia liderar a corrida presidencial".

Segundo a matéria, "o eleitorado evangélico, que já tinha peso significativo em 2014, expandiu-se desde então, segundo pesquisas realizadas agora e há quatro anos. Naquela época, os evangélicos eram aproximadamente um em cada cinco eleitores. Agora, são um em cada quatro. Além de já não ter um eleitorado marcadamente evangélico, a candidata da Rede não é a preferida nesse grupo – no cenário sem Lula, Bolsonaro tem 26% no segmento, desempenho superior ao registrado entre católicos (17%)".

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247