Evo Morales adia visita ao Brasil

O Ministério das Relações Exteriores informou neste sábado que a visita do presidente da Bolívia, Evo Morales, ao Brasil, foi adiada; ele seria recebido por Michel Temer em cerimônia oficial no Palácio do Planalto e para um almoço no Itamaraty na próxima segunda-feira (30); a agenda já tinha sido divulgada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República, mas foi cancelada depois que Temer passou por um procedimento cirúrgico em São Paulo na noite de sexta-feira (27)

Bolivian President Evo Morales speaks to journalists on March 13, 2013 in the courtyard of the Elysee presidential palace in Paris after a meeting with his French counterpart in Paris during his two-day visit to France. 
           AFP PHOTO / BERTRAND L
Bolivian President Evo Morales speaks to journalists on March 13, 2013 in the courtyard of the Elysee presidential palace in Paris after a meeting with his French counterpart in Paris during his two-day visit to France. AFP PHOTO / BERTRAND L (Foto: Romulo Faro)

Débora Brito - repórter da Agência Brasil

O Ministério das Relações Exteriores informou hoje (28) que a visita do presidente da Bolívia, Evo Morales, ao Brasil, foi adiada. Morales seria recebido pelo presidente Michel Temer em cerimônia oficial no Palácio do Planalto e para um almoço no Itamaraty na próxima segunda-feira (30).

A agenda já tinha sido divulgada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República, mas foi cancelada depois que o presidente Temer passou por um procedimento cirúrgico em São Paulo na noite de sexta-feira (27). O presidente receberá alta do hospital somente na segunda-feira (30) e deve ficar de repouso em São Paulo até terça-feira (31), segundo recomendação médica.

Segundo o Itamaraty, as duas chancelarias definirão uma nova data para a visita de Evo Morales. Entre os principais temas que deverão ser discutidos pelos representantes dos dois países está a criação do Corredor Ferroviário Bioceânico, que pretende integrar o Brasil, a Bolívia e o Peru, ligando os portos de Santos, no Oceano Atlântico, ao de Ilo, no Pacífico. Os presidentes também devem tratar sobre medidas de prevenção ao crime organizado transnacional, esportes e energia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247