Ex-embaixador chileno no Brasil defende manifesto pró-Lula

O ex-embaixador do Chile no Brasil, Jaime Gazmuri, respondeu às críticas feitas pelo jornal chileno "El Mercurio" ao manifesto assinado por personalidades políticas do Chile em defesa ao ex-presidente Lula; Gazmuri classificou como "grave e totalmente injusta a acusação" do veículo de que personalidades do país estariam apoiando a corrupção    

Ex-embaixador chileno no Brasil defende manifesto pró-Lula
Ex-embaixador chileno no Brasil defende manifesto pró-Lula

247 - O ex-embaixador do Chile no Brasil, Jaime Gazmuri, respondeu às críticas feitas pelo jornal chileno "El Mercurio" ao manifesto assinado por personalidades políticas do Chile em defesa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e divulgado nesta segunda-feira (9). Gazmuri classificou como "grave e totalmente injusta a acusação" do veículo de que personalidades do país estariam apoiando a corrupção. Os relatos foram publicados no site Nocaute.

"Nesta situação jurídica seria totalmente arbitrário que Lula não pudesse concorrer como candidato na próxima eleição de outubro. Tal eleição deveria ser o momento para o Brasil se dar um governo resultado da expressão da soberania popular e um Congresso renovado, condição indispensável para que este grande país comece a superar a grave crise política, econômica e ética que sofre nos últimos anos", diz ele. "Um comentário à parte: a Declaração não só foi assinada por personalidades de esquerda". 

De acordo com um trecho do documento, "o que sim fazemos é defender os direitos que a Constituição brasileira garante ao Presidente Lula, que em seu artigo 5° estabelece de maneira taxativa que 'ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença condenatória'".

Leia a íntegra da carta do ex-embaixador

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247