Ex-membro da Lava Jato diz que ‘Moro deve sair’ e que ‘Bolsonaro não é correto’

Ex-decano da força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba, Carlos Fernando dos Santos Lima ainda disse que Bolsonaro nunca foi “real apoiador do combate à corrupção”

Carlos Fernando dos Santos Lima
Carlos Fernando dos Santos Lima (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-decano da força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba, Carlos Fernando dos Santos Lima, defendeu o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e atacou Jair Bolsonaro, em publicação nas redes sociais. Para ele, “Moro deve sair. Bolsonaro não é correto, não tem palavra”. A provável saída do ministro se dá por conta da possível demissão do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

O procurador Carlos Lima, que foi da Lava Jato e conhece Moro, sendo também de sua equipe no Caso Banestado, julgado por Moro, disse que Bolsonaro nunca foi “real apoiador do combate à corrupção”. De acordo com ele, Bolsonaro “deixou o ministro [Moro] sem qualquer apoio no Congresso tanto nas medidas contra a corrupção quanto durante o episódio criminoso da Intercept, e nunca foi um real apoiador do combate à corrupção”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247