Ex-ministro da Justiça confirma que Aécio tentou interferir na Lava Jato

Ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio confirmou a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tentou interferir nas investigações da Lava Jato; segundo Serraglio, Aécio o teria pressionado tentado emplacar um delegado federal "de sua preferência para investigar suas ações delituosas"; na época da denúncia, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sustentou que Serraglio foi substituído no comando da pasta após pressões feitas por Aécio e outros parlamentares

Ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio confirmou a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tentou interferir nas investigações da Lava Jato; segundo Serraglio, Aécio o teria pressionado tentado emplacar um delegado federal "de sua preferência para investigar suas ações delituosas"; na época da denúncia, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sustentou que Serraglio foi substituído no comando da pasta após pressões feitas por Aécio e outros parlamentares
Ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio confirmou a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tentou interferir nas investigações da Lava Jato; segundo Serraglio, Aécio o teria pressionado tentado emplacar um delegado federal "de sua preferência para investigar suas ações delituosas"; na época da denúncia, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sustentou que Serraglio foi substituído no comando da pasta após pressões feitas por Aécio e outros parlamentares (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio confirmou a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tentou interferir nas investigações da Lava Jato. Segundo Serraglio, Aécio o teria pressionado tentado emplacar um delegado federal "de sua preferência para investigar suas ações delituosas". Aécio teve a denúncia feita pela PGR acatada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e virou réu pelas práticas dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo o Blog Poder em Jogo, de O Globo, na época da formulação da denúncia, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, teria sustentado que Serraglio, que deixou o ministério em março do ano passado, foi substituído após pressões feitas por Aécio e outros parlamentares.

"Já se descortinam algumas das razões, de alto nível político-partidário, que instabilizaram minha permanência na pasta", disse Serraglio. Ainda segundo ele, "pressões semelhantes advieram do senador Renan Calheiros (PMDB), ex-presidente do Congresso Nacional, multi-investigado pela Polícia Federal".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247