Fachin nega habeas corpus para Vaccari e outros dois investigados na Lava Jato

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da Lava Jato na Corte, Edson Fachin, negou pedidos de habeas corpus em favor do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, do ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada e do empresário Flávio Henrique de Oliveira Macedo, da Credencial Construtora; com a decisão, Vaccari, Zelada e Macedo permanecem presos preventivamente no Paraná

Edson Fachin 
Edson Fachin  (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da Lava Jato na Corte, Edson Fachin, negou pedidos de habeas corpus em favor do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, do ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada e do empresário Flávio Henrique de Oliveira Macedo, da Credencial Construtora. Com a decisão, Vaccari, Zelada e Macedo permanecem presos preventivamente no Paraná.

A defesa de Vaccari havia ingressado com um pedido de soltura em favor do ex-tesoureiro junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), o que foi negado pela corte.

Já os advogados de Zelada impetraram dois habeas corpus em março deste ano, pouco após um pedido semelhante ter sido negado pelo STJ. Fachin já havia negado um dos pedidos.

Fachin também rejeitou o pedido feito pelos advogados de Macedo, que é apontado de ligações com o ex-ministro José Dirceu.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247