Fachin retira sigilo. Vêm aí os áudios contra Temer

Relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Edson Fachin retirou o sigilo da delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS, que atinge em cheio Michel Temer; os áudios contra o presidente serão, portanto, tornados públicos a qualquer momento; em pronunciamento nesta tarde, Temer negou a renúncia do cargo, contrariando a vontade da população; mas situação pode ficar insustentável em pouco tempo; Joesley gravou uma conversa em que Temer apoia a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha na prisão

Relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Edson Fachin retirou o sigilo da delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS, que atinge em cheio Michel Temer; os áudios contra o presidente serão, portanto, tornados públicos a qualquer momento; em pronunciamento nesta tarde, Temer negou a renúncia do cargo, contrariando a vontade da população; mas situação pode ficar insustentável em pouco tempo; Joesley gravou uma conversa em que Temer apoia a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha na prisão
Relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Edson Fachin retirou o sigilo da delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS, que atinge em cheio Michel Temer; os áudios contra o presidente serão, portanto, tornados públicos a qualquer momento; em pronunciamento nesta tarde, Temer negou a renúncia do cargo, contrariando a vontade da população; mas situação pode ficar insustentável em pouco tempo; Joesley gravou uma conversa em que Temer apoia a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha na prisão (Foto: Gisele Federicce)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, retirou o sigilo da delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS.

A delação bombástica atinge em cheio Michel Temer, que negou a renúncia durante pronunciamento nesta tarde, contrariando a vontade da população.

Na delação que firmou diretamente com o STF, Joesley gravou uma conversa com o presidente no Palácio do Jaburu. Nela, o peemedebista apoia a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha na prisão.

Os áudios gravados por Joesley serão divulgados a qualquer momento, após a decisão de Fachin, que atende a um pedido do procurador-geral da República.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247