Falcão: Permanência de Vaccari não constrange PT

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que a permanência do tesoureiro da legenda, João Vaccari Neto, à frente do cargo não causa constrangimentos ao partido; "Réu não é culpado. Réu é denunciado. Ele fará sua defesa e tenho certeza de que não há nenhum fato. Ele não pegou dinheiro. Todas as nossas doações são legais, declaradas à Justiça, que tem aprovado nossas contas. Nós não recebemos propina, nós não fazemos caixa dois", disse 

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que a permanência do tesoureiro da legenda, João Vaccari Neto, à frente do cargo não causa constrangimentos ao partido; "Réu não é culpado. Réu é denunciado. Ele fará sua defesa e tenho certeza de que não há nenhum fato. Ele não pegou dinheiro. Todas as nossas doações são legais, declaradas à Justiça, que tem aprovado nossas contas. Nós não recebemos propina, nós não fazemos caixa dois", disse 
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que a permanência do tesoureiro da legenda, João Vaccari Neto, à frente do cargo não causa constrangimentos ao partido; "Réu não é culpado. Réu é denunciado. Ele fará sua defesa e tenho certeza de que não há nenhum fato. Ele não pegou dinheiro. Todas as nossas doações são legais, declaradas à Justiça, que tem aprovado nossas contas. Nós não recebemos propina, nós não fazemos caixa dois", disse  (Foto: Paulo Emílio)

247 - O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que a permanência do tesoureiro da legenda, João Vaccari Neto , à frente do cargo não causa constrangimentos ao partido. "Réu não é culpado. Réu é denunciado. Ele fará sua defesa e tenho certeza de que não há nenhum fato. Ele não pegou dinheiro. Todas as nossas doações são legais, declaradas à Justiça, que tem aprovado nossas contas. Nós não recebemos propina, nós não fazemos caixa dois", disse Falcão.

"Ele está há um ano sendo investigado, já quebraram o sigilo fiscal, bancário e financeiro dele. Nada se apurou; não há provas, a não ser delação de bandidos. Ele vai à CPI esclarecer, está à disposição da Justiça, já depôs na Polícia Federal e vai agora fazer sua defesa diante da aceitação da denúncia, como outros réus", afirmou o petista.

A declaração de Rui Falcão foi feita nesta sexta-feira (27) durante uma entrevista à Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul, veio no momento em que muitas integrantes do PT pedem o afastamento de Vaccari por conta do processo que responde em função das investigações ad Operação Lava Jato, que apura desvios e irregularidades em contratos da Petrobras.

Sobre as acusações de que o correligionário estaria envolvido em crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha, Falcão foi taxativo. "Réu não é culpado. Réu é denunciado. Ele fará sua defesa e tenho certeza de que não há nenhum fato. Ele não pegou dinheiro. Todas as nossas doações são legais, declaradas à Justiça, que tem aprovado nossas contas. Nós não recebemos propina, nós não fazemos caixa dois. E não se pode também acusar o PT de receber propina e os outros partidos de receberem doações. Todas as empresas que doaram para nós doaram para o PSDB, para o PMDB, para o PSB, para o PSD. Não vejo nenhuma razão para uma seletividade na hora da apuração", observou.

"Por que uma empresa doa para a gente e é propina e doa para os outros e é doação? Não há nenhuma revelação até agora, há delações, que precisam ser comprovadas, completou. Segundo ele, as investigações da Operação Lava Jato demonstram que "houve as pessoas que se apropriam de recursos, pegaram propina", muito embora não haja confirmação destes fatos com as doações partidárias.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247