Fátima Bezerra condena operação contra escola do MST

Senadora Fátima Bezerra (PT-RN) criticou a operação da Polícia Civil nesta sexta-feira, 4, contra a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Teto (MST); "A cada dia fica mais claro que o golpe continuado avança contra os direitos civis e políticos assegurados na Constituição. Não podemos aceitar passivos que o autoritarismo e a repressão façam morada em nosso país", afirma

Senadora Fátima Bezerra (PT-RN) criticou a operação da Polícia Civil nesta sexta-feira, 4, contra a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Teto (MST); "A cada dia fica mais claro que o golpe continuado avança contra os direitos civis e políticos assegurados na Constituição. Não podemos aceitar passivos que o autoritarismo e a repressão façam morada em nosso país", afirma
Senadora Fátima Bezerra (PT-RN) criticou a operação da Polícia Civil nesta sexta-feira, 4, contra a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Teto (MST); "A cada dia fica mais claro que o golpe continuado avança contra os direitos civis e políticos assegurados na Constituição. Não podemos aceitar passivos que o autoritarismo e a repressão façam morada em nosso país", afirma (Foto: Aquiles Lins)

247 - A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) criticou a operação da Polícia Civil nesta sexta-feira, 4, contra a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Teto (MST). 

"Como se não bastasse a invasão descabida, a polícia também efetuou disparos com armas letais, colocando em risco a integridade física da militância que estava presente na ENFF", diz Bezerra.

"A cada dia fica mais claro que o golpe continuado avança contra os direitos civis e políticos assegurados na Constituição. Não podemos aceitar passivos que o autoritarismo e a repressão façam morada em nosso país", afirma. 

Leia na íntegra a nota divulgada pela assessoria da senadora:

"O mandato da senadora Fátima Bezerra vem a público repudiar mais uma ação arbitrária protagonizada pelo aparato de segurança do Estado de São Paulo contra os movimentos sociais e mais especificamente contra o MST - Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

Na manhã desta sexta-feira, a polícia invadiu a Escola Nacional Florestan Fernandes, símbolo da educação popular e da resistência dos trabalhadores que lutam pela democratização da terra, sem mandado judicial que autorizasse a ação.

Como se não bastasse a invasão descabida, a polícia também efetuou disparos com armas letais, colocando em risco a integridade física da militância que estava presente na ENFF.

A cada dia fica mais claro que o golpe continuado avança contra os direitos civis e políticos assegurados na Constituição. Não podemos aceitar passivos que o autoritarismo e a repressão façam morada em nosso país.

Toda solidariedade à militância do MST, vítima cotidiana da perseguição política e da repressão. Estaremos lado a lado na luta em defesa da democracia e da reforma agrária!

Mandato da senadora Fátima Bezerra (PT/RN)"

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247