Fátima: ‘explosão popular’ marcará mobilização pró-Lula em Porto Alegre

Senadora Fátima Bezerra comemora o sucesso da mobilização nacional do último sábado 13, quando mais de 900 comitês foram instalados no País em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato; "Dia 13 foi uma etapa muito importante e seguramente sinaliza para uma explosão popular nos dias 23 e 24 em Porto Alegre. Querem enfrentar o presidente Lula? Venham pelo voto, através da soberania popular. Outro caminho não aceitaremos. Tapetão não", afirma

Senadora Fátima Bezerra comemora o sucesso da mobilização nacional do último sábado 13, quando mais de 900 comitês foram instalados no País em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato; "Dia 13 foi uma etapa muito importante e seguramente sinaliza para uma explosão popular nos dias 23 e 24 em Porto Alegre. Querem enfrentar o presidente Lula? Venham pelo voto, através da soberania popular. Outro caminho não aceitaremos. Tapetão não", afirma
Senadora Fátima Bezerra comemora o sucesso da mobilização nacional do último sábado 13, quando mais de 900 comitês foram instalados no País em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato; "Dia 13 foi uma etapa muito importante e seguramente sinaliza para uma explosão popular nos dias 23 e 24 em Porto Alegre. Querem enfrentar o presidente Lula? Venham pelo voto, através da soberania popular. Outro caminho não aceitaremos. Tapetão não", afirma (Foto: Gisele Federicce)

247 - A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) considera "extremamente positiva" a mobilização realizada no sábado (13), em todo o país, que marcou o início da jornada de luta em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato.

"A mobilização se espalhou por todo o país e até mesmo no exterior. O dia 13 aqui no Rio Grande do Norte foi marcado pela criação de comitês e a realização de atos políticos e culturais em vários municípios. No Brasil foram mais de 900 comitês instalados, o que expressa força e apoio popular em defesa da democracia e presidente Lula", avalia Fátima Bezerra.

A senadora acredita que o saldo positivo da mobilização expressada pelo tamanho engajamento dos mais variados setores da sociedade é resultado da rejeição crescente ao golpe que retirou a presidenta Dilma do poder e implantou uma agenda de retirada de direitos, congelamento de gastos e de desmonte do país. Fátima destaca ainda que o consorcio golpista pretende agora, para encerrar, cassar os direitos políticos do ex-presidente Lula. "A etapa final do golpe, o arremate final é impedir que a maior liderança popular desse país dispute a eleição", pontua.

"Evidente que se o julgamento da sentença do Moro levar em consideração os fundamentos do ponto de vista técnicos e jurídicos não tem outra saída a não ser absorver o presidente Lula, caso contrário a luta vai se intensificar. Qualquer que seja o desfecho Lula vai registrar sua candidatura, vai fazer a campanha, vai ganhar as eleições e vai governar esse país", frisa a senadora.

Sobre as diversas atividades que estão sendo esperadas para a semana do julgamento no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), do recurso da defesa de Lula, a senadora Fátima acredita que será uma das maiores mobilizações já ocorridas.

"Dia 13 foi uma etapa muito importante e seguramente sinaliza para uma explosão popular nos dias 23 e 24 em Porto Alegre. Querem enfrentar o presidente Lula? Venham pelo voto, através da soberania popular. Outro caminho não aceitaremos. Tapetão não", conclui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247