Fátima vê situação das contas do RN mais grave que imaginava

A governadora eleita Fátima Bezerra falou pela primeira vez sobre a situação das contas do Rio Grande do Norte, diante de levantamentos realizados pela equipe de transição; "Não temos ainda os dados precisos no que diz respeito ao desequilíbrio fiscal-financeiro no Estado do Rio Grande do Norte. No entanto, as informações preliminares apontam que a situação é mais grave ainda do que nós imaginávamos", disse

Fátima vê situação das contas do RN mais grave que imaginava
Fátima vê situação das contas do RN mais grave que imaginava (Foto: João Vidal)

Por William Robson Cordeiro, de Mossoró, para o 247 - A governadora eleita Fátima Bezerra falou pela primeira vez sobre a situação das contas do RN, diante de levantamentos realizados pela equipe de transição. "Não temos ainda os dados precisos no que diz respeito ao desequilíbrio fiscal-financeiro no Estado do Rio Grande do Norte. No entanto, as informações preliminares apontam que a situação é mais grave ainda do que nós imaginávamos", disse, em entrevista à imprensa.

A situação está tão complicada que, em nota divulgada nesta sexta-feira (30) pela atual secretária do Gabinete Civil do RN, Tatiana Mendes Cunha, diz que não há dinheiro para pagar o 13º salário de 2018.

Alguns servidores ainda acumulam o atraso do décimo-terceiro de 2017, como os professores da Universidade do Estado do RN (UERN). O governo explicou que vai se esforçar para para depositar a folha de novembro (a partir do dia 7) e deve deixar também para o próximo ano o pagamento dos salários de dezembro. A folha de pagamento do Estado gira em torno de R$ 380 milhões.

O quadro está preocupando a governadora eleita. Durante entrevista, disse esperar do governador Robinson Faria o pagamento dos salários de outubro, de novembro, de dezembro e o 13º salário até o fim do ano. "Espero e é isso que esperam os servidores, que o Governo envide todos os esforços para dar uma resposta positiva aos servidores", disse.

Fátima afirmou que medidas estão em estudo para enfrentar o quadro crítico nas contas do Estado que deve enfrentar. "Não há aqui uma medida milagrosa. Mas a nossa principal prioridade é normalizar o pagamento em dia dos servidores do nosso estado", enfatizou.

Para isso, adiantou que vai reforçar o trabalho de combate à sonegação e maior eficiência no sistema de tributação. "Não tenho dúvidas de que os auditores fiscais do meu Estado terão um papel primordial no reequilíbrio das contas do RN. Juntos, saberemos dar as respostas que o povo tanto espera, com muita determinação e responsabilidade

A deputada estadual eleita, Isolda Dantas (PT), que estará na bancada de apoio ao Governo, em entrevista para o canal Telediálogo, disse que inicialmente a governadora eleita Fátima Bezerra poderá tomar medidas amargas para que as contas do RN sejam reequilibradas.
A equipe de transição está estudando o menor impacto possível.

Para Fátima, a situação das contas gera também um "transtorno na vida dos servidores e, por outro lado há o impacto que isso traz também para a economia local".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247