Festa bolsonarista tem Pai Nosso, tropa de choque e pistolas imaginárias

Ao lado do sapo inflável da Fiesp, bolsonaristas foram para a Avenida Paulista e comemoraram a vitória do ex-militar com rojões, gritos de "chora, PT" e "vai pra Cuba que o pariu"; ele também fizeram selfies com polegar e indicador estirados para simular uma pistola e destilaram hostilidade à imprensa, chegando a hostilizar e ameaçar uma repórter do jornal Folha de S. Paulo

Festa bolsonarista tem Pai Nosso, tropa de choque e pistolas imaginárias
Festa bolsonarista tem Pai Nosso, tropa de choque e pistolas imaginárias (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom)

247 - Ao lado do sapo inflável da Fiesp, bolsonaristas foram para a Avenida Paulista e comemoraram a vitória do ex-militar com rojões, gritos de "chora, PT" e "vai pra Cuba que o pariu". Ele também fizeram selfies com polegar e indicador estirados para simular uma pistola e destilaram hostilidade à imprensa, chegando a hostilizar e ameaçar uma repórter do jornal Folha de S. Paulo.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o anfíbio, parte de uma campanha da Fiesp contra "engolir sapos" (impostos), foi o ponto de partida para uma caminhada de poucos metros e muitos percalços até o Masp —numa festa que contou com uma paródia do funk 'Baile de Favela' ("as minas de direita são a top mais bela/ enquanto as minas de esquerda têm mais pelo que cadela")."

A matéria ainda informa que "a dez minutos do fim da eleição, simpatizantes do capitão reformado e de Fernando Haddad (PT) se envolveram numa briga que, com socos e pontapés de sobra, invadiu uma pista da avenida".

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247