Física trans brasileira recebe prêmio de diversidade nos EUA

A brasileira Vivian Miranda tornou-se a primeira brasileira a receber um prêmio que reconhece o sucesso de cientistas mulheres, de grupos sub-representados e LGBTQ na área da física, o Leona Woods Award

Física trans brasileira recebe prêmio de diversidade nos EUA
Física trans brasileira recebe prêmio de diversidade nos EUA

247 - A brasileira Vivian Miranda tornou-se a primeira brasileira a receber um prêmio que reconhece o sucesso de cientistas mulheres, de grupos sub-representados e LGBTQ na área da física, o Leona Woods Award. Concedido duas vezes por ano desde 2017 pelo Departamento de Física do Laboratório Nacional Brookhaven (BLN, na sigla em inglês), localizado em Nova York, ele tem o objetivo de fomentar a diversidade na instituição.

O prêmio inclui uma gratificação em dinheiro no valor de US$ 1.000 (R$ 3.970) e a oportunidade de apresentar duas conferências para os membros do BLN.

"Foi por meio da astronomia que me interessei pela física. O sonho de fazer astronomia e o sonho de ajustar meu gênero nasceram mais ou menos na mesma época, ainda na infância", afirma. "No entanto, enquanto eu sentia orgulho de um desses sonhos, a astronomia, eu sentia vergonha do outro. Sofri muito com meu próprio preconceito e só consegui superá-lo quando eu conheci exemplos maravilhosos de pessoas transexuais na academia americana pela internet."

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247