Flávio Bolsonaro critica ação do Facebook contra a desinformação e gabinete do ódio

Para o senador Flávio Bolsonaro, a ação do Facebook 'não condiz com a democracia'

(Foto: Tânia Rêgo - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Flávio Bolsonaro se manifestou por meio de nota à imprensa nesta quarta-feira (8) sobre uma ação do Facebook contra a desinformação e que atingiu o gabinete do ódio, comandado pela família Bolsonaro.

A operação da rede social identificou que o assessor de Jair Bolsonaro Tércio Arnaud Thomaz é um dos principais agentes de tal estrutura de disseminação de fake news.

"O governo Bolsonaro foi eleito com forte apoio popular nas ruas e nas redes sociais e, por isso, é possível encontrar milhares de perfis de apoio. Até onde se sabe, todos eles são livres e independentes. Pelo relatório do Facebook, é impossível avaliar que tipo de perfil foi banido e se a plataforma ultrapassou ou não os limites da censura. Julgamentos que não permitem o contraditório e a ampla defesa não condizem com a nossa democracia, são armas que podem destruir reputações e vidas", diz a nota de Flávio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email