Flávio Bolsonaro culpa governos do PT pela crise na Venezuela

Senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou que o governo "não tem nenhum interesse em qualquer tipo de conflito bélico, armado, militar" na Venezuela, mas responsabilizou os governos do PT pela atual crise no país vizinho; "Governos anteriores do PT principalmente, financiavam essa ditadura, com dinheiro nosso, do brasileiro, do BNDES, por exemplo. Tem de cobrar dessas pessoas que fizeram tanto mal para o nosso país, pegaram dinheiro nosso e financiaram ditaduras, como a venezuelana", disse

Flávio Bolsonaro culpa governos do PT pela crise na Venezuela
Flávio Bolsonaro culpa governos do PT pela crise na Venezuela (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou que o governo "não tem nenhum interesse em qualquer tipo de conflito bélico, armado, militar" na Venezuela, mas responsabilizou os governos do PT pela atual crise no país vizinho. "Governos anteriores do PT principalmente, financiavam essa ditadura, com dinheiro nosso, do brasileiro, do BNDES, por exemplo. Tem de cobrar dessas pessoas que fizeram tanto mal para o nosso país, pegaram dinheiro nosso e financiaram ditaduras, como a venezuelana", disse o parlamentar na Comissão de Relações Exteriores ( CRE ) do Senado.

Segundo ele, "ainda há partidos de esquerda aqui que dão suporte, como se houvesse tentativa de golpe lá na Venezuela", disse em referência à tentativa frustrada de um golpe conta o presidente Nicolás Maduro, promovida pelo autoproclamado presidente Juan Guaidó com o apoio dos Estados Unidos.

O parlamentar disse também que não existe "guerra entre Brasil e Venezuela". "Do lado brasileiro, a forma como o Governo vem conduzindo essas tratativas é uma forma muito tranquila, com o pé no chão, a todo momento fazendo questão de mostrar que não tem nenhum interesse em qualquer tipo de conflito bélico, armado, militar", completou.

Flávio, porém, evitou comentar um eventual apoio do governo Bolsonaro em uma eventual intervenção militar dos Estados Unidos na Venezuela. "Quem tem de decidir isso é o presidente, com o conselho que ele tem, e a decisão que for tomada, dependendo de qual for, passa pelo Congresso", comentou.

 

O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou que o governo "não tem nenhum interesse em qualquer tipo de conflito bélico, armado, militar" na Venezuela, mas responsabilizou os governos do PT pela atual crise no país vizinho. “Governos anteriores do PT principalmente, financiavam essa ditadura, com dinheiro nosso, do brasileiro, do BNDES, por exemplo. Tem de cobrar dessas pessoas que fizeram tanto mal para o nosso país, pegaram dinheiro nosso e financiaram ditaduras, como a venezuelana”, disse o parlamentar na Comissão de Relações Exteriores ( CRE ) do Senado.

Segundo ele, “ainda há partidos de esquerda aqui que dão suporte, como se houvesse tentativa de golpe lá na Venezuela”, disse em referência à tentativa frustrada de um golpe conta o presidente Nicolás Maduro, promovida pelo autoproclamado presidente Juan Guaidó com o apoio dos Estados Unidos.

 

Segundo ele, não existe “guerra entre Brasil e Venezuela”. Do lado brasileiro, a forma como o Governo vem conduzindo essas tratativas é uma forma muito tranquila, com o pé no chão, a todo momento fazendo questão de mostrar que não tem nenhum interesse em qualquer tipo de conflito bélico, armado, militar”, completou.

Flávio, porém, evitou comentar um eventual apoio do governo Bolsonaro em uma eventual intervenção militar dos Estados Unidos na Venezuela. “Quem tem de decidir isso é o presidente, com o conselho que ele tem, e a decisão que for tomada, dependendo de qual for, passa pelo Congresso”, comentou.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247