Flávio Bolsonaro justifica opção por dezenas de depósitos em espécie para 'não enfrentar fila'

Em postagem no Instagram nesta terça-feira (22), o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) justificou as dezenas de depósitos feitas por ele em espécie - apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) em relatório sobre movimentações financeiras suspeitas - como uma forma de evitar "fila" e "exposição"; "ao invés de enfrentar fila e esperar a caixa conferir o dinheiro na frente de várias pessoas, os depósitos eram feitos em envelopes no caixa eletrônico, no limite estabelecido pelo banco, em poucos minutos e sem exposição", escreveu Bolsonaro.

Flávio Bolsonaro justifica opção por dezenas de depósitos em espécie para 'não enfrentar fila'
Flávio Bolsonaro justifica opção por dezenas de depósitos em espécie para 'não enfrentar fila' (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)

247 - Em postagem no Instagram nesta terça-feira (22), o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) justificou as dezenas de depósitos feitas por ele em espécie - apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) em relatório sobre movimentações financeiras suspeitas - como uma forma de evitar "fila" e "exposição".

"Ao invés de enfrentar fila e esperar a caixa conferir o dinheiro na frente de várias pessoas, os depósitos eram feitos em envelopes no caixa eletrônico, no limite estabelecido pelo banco, em poucos minutos e sem exposição", escreveu Bolsonaro.

Após vazamentos de trechos do relatório do Coaf pelo Jornal Nacional, da TV Globo, Flávio Bolsonaro deu uma entrevista à TV Record na noite do último domingo (20), em sua primeira manifestação sobre o escândalo envolvendo seu nome.

Ele disse que os 48 depósitos fracionados em sua conta se referem à venda de um apartamento e que o pagamento de R$ 1 milhão de um título bancário da Caixa Econômica Federal também está relacionado à compra deste mesmo imóvel.

 
 
 
View this post on Instagram

INACREDITÁVEL! Está expresso na escritura, mas a má fé e a ânsia de tentar me atingir não têm limites! Recebi o sinal via transferências bancárias, cheques e parte em espécie, com “PRINCÍPIO de pagamento em 24/03/2017”. Ou seja, na medida em que os pagamentos eram feitos em espécie, o MEU dinheiro era depositado na MINHA conta, como confirmado pelo próprio comprador. A explicação para a forma de depositar, de 2 em 2 mil reais, está no próprio sigilo bancário quebrado, sem autorização judicial, e vazado criminosamente para a imprensa: ao invés de enfrentar fila e esperar a caixa conferir o dinheiro na frente de várias pessoas, os depósitos eram feitos em envelopes no caixa eletrônico, no limite estabelecido pelo banco, em poucos minutos e sem exposição.

A post shared by Flávio Bolsonaro (@flaviobolsonaro) onJan 21, 2019 at 6:30pm PST

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247