Flávio Bolsonaro pede ao STF extinção do processo que julgaria foro privilegiado

O STF julgaria se o caso das rachadinhas envolvendo Flávio deveria ser julgado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ou tramitar na primeira instância

Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A defesa do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) pediu nesta terça-feira (28) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a extinção de um processo que julgaria se o caso das rachadinhas tem direito a foro privilegiado. Ou seja, se deve ser julgado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ou tramitar na primeira instância, O Globo.

Em uma manifestação emitida pelo Ministéro Público do Rio sobre outro procedimento investigatório contra Flávio tendo como base relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), argumentam os advogados, os procuradores reconheceram a "atribuição da Procuradoria-Geral de Justiça para investigar e atuarnos feitos envolvendo o Senador da República Flávio Bolsonaro". 

"Não há margem de dúvida de que o reconhecimento ulterior pelo próprio Órgão Ministerial da atribuição da Procuradoria-Geral de Justiça para investigar e atua rnos feitos envolvendo o Senador da República Flávio Bolsonaro, esvaziou o objeto e interesse da presente Reclamação que será apreciada por este  Supremo Tribunal Federal", diz a defesa.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email