Foragido, Pizzolato divulga vídeo e nega culpa

Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil que fugiu para a Itália antes de ser preso, divulgou um novo vídeo, em que nega o suposto desvio de R$ 73,8 milhões em recursos da instituição financeira; segundo ele, os recursos foram gastos em publicidade, há notas fiscais comprobatórias e isso ficará provado; ele afirma ainda que o Partido dos Trabalhadores não pode assumir essa culpa

Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil que fugiu para a Itália antes de ser preso, divulgou um novo vídeo, em que nega o suposto desvio de R$ 73,8 milhões em recursos da instituição financeira; segundo ele, os recursos foram gastos em publicidade, há notas fiscais comprobatórias e isso ficará provado; ele afirma ainda que o Partido dos Trabalhadores não pode assumir essa culpa
Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil que fugiu para a Itália antes de ser preso, divulgou um novo vídeo, em que nega o suposto desvio de R$ 73,8 milhões em recursos da instituição financeira; segundo ele, os recursos foram gastos em publicidade, há notas fiscais comprobatórias e isso ficará provado; ele afirma ainda que o Partido dos Trabalhadores não pode assumir essa culpa (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, que fugiu para a Itália e está foragido, divulgou um novo vídeo na internet, em que nega o desvio de R$ 73,8 milhões em recursos do Banco do Brasil.

No julgamento da Ação Penal 470, Joaquim Barbosa sustentou a tese de que os recursos foram desviados e usados para pagar deputados.

Pizzolato afirma que documentos da Polícia Federal, relatórios de auditoria do Banco do Brasil e notas fiscais comprovam que os recursos foram usados em publicidade. Ele diz ainda que o PT não pode assumir essa culpa.

Assista abaixo o vídeo:

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email