Freixo critica projeto que criminaliza sem terra e questiona: cadê o Queiroz?

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) denunciou que o PL encaminhado pelo governo Bolsonaro de combate ao terrorismo é para criminalizar os movimentos sociais; "Ele devia fazer isso com milicianos, ministros condenados por corrupção, com seus amigos do PSL suspeitos de desviar dinheiro com candidatas laranjas", enfatizou o parlamentar

Freixo critica projeto que criminaliza sem terra e questiona: cadê o Queiroz?
Freixo critica projeto que criminaliza sem terra e questiona: cadê o Queiroz? (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Marcelo Freixo criticou o projeto do governo Jair Bolsonaro, o PL 10431/18, que determina o cumprimento imediato, pelo Brasil, de sanções impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas relacionadas ao crime de terrorismo. Para o deputado, o projeto será utilizado para criminalizar movimentos sociais como organizações terroristas.

"Governo de Jair Bolsonaro mandou projeto a Câmara que pretende tratar sem terra e sem teto como criminosos. Ele devia fazer isso com milicianos, ministros condenados por corrupção, com seus amigos do PSL suspeitos de desviar dinheiro com candidatas laranjas", enfatizou o parlamentar em sua página no Twitter.

"Por falar em crime, cadê o Queiroz?", cutucou o deputado, se referindo ao ex-assessor de Flávio Bolsonaro, investigado por movimentações suspeitas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247