Frente de esquerda prepara manifesto para reconstruir o Brasil

Os cinco principais partidos de esquerda do Brasil, PT, PDT, PSB, PCdoB e PSOL, se uniram para a construção de uma agenda comum contra o retrocesso político e econômico que vive o País; as fundações das cinco legendas lançarão no próximo dia 20, em Brasília, o Manifesto Unidade para Reconstruir o Brasil, que defenderá as conquistas dos trabalhadores, a retomada da economia e a soberania nacional; o ato deve reunir dirigentes, parlamentares, representantes de movimentos sociais, intelectuais e artistas; ainda não estão confirmadas as presenças dos presidenciáveis Lula, Manuela D'Avila (PCdoB), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos, que pode vir a ser o nome do Psol para a eleição

Os cinco principais partidos de esquerda do Brasil, PT, PDT, PSB, PCdoB e PSOL, se uniram para a construção de uma agenda comum contra o retrocesso político e econômico que vive o País; as fundações das cinco legendas lançarão no próximo dia 20, em Brasília, o Manifesto Unidade para Reconstruir o Brasil, que defenderá as conquistas dos trabalhadores, a retomada da economia e a soberania nacional; o ato deve reunir dirigentes, parlamentares, representantes de movimentos sociais, intelectuais e artistas; ainda não estão confirmadas as presenças dos presidenciáveis Lula, Manuela D'Avila (PCdoB), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos, que pode vir a ser o nome do Psol para a eleição
Os cinco principais partidos de esquerda do Brasil, PT, PDT, PSB, PCdoB e PSOL, se uniram para a construção de uma agenda comum contra o retrocesso político e econômico que vive o País; as fundações das cinco legendas lançarão no próximo dia 20, em Brasília, o Manifesto Unidade para Reconstruir o Brasil, que defenderá as conquistas dos trabalhadores, a retomada da economia e a soberania nacional; o ato deve reunir dirigentes, parlamentares, representantes de movimentos sociais, intelectuais e artistas; ainda não estão confirmadas as presenças dos presidenciáveis Lula, Manuela D'Avila (PCdoB), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos, que pode vir a ser o nome do Psol para a eleição (Foto: Aquiles Lins)

247 - As forças políticas do campo progressista avançam nas articulações para criação de uma frente de esquerda, composta por PT, PSB, PDT, PCdoB e PSOL. 

Os braços de formação política das legendas, representados pelas fundações Lauro Campos (PSB), Leonel Brizola-Alberto Pasqualini (PDT), Perseu Abramo (PT), Maurício Grabois (PCdoB) e João Mangabeira (PSOL) lançarão no próximo dia 20 de fevereiro o Manifesto Unidade para Reconstruir o Brasil.

Evento deve acontecer no Plenário 4 da Câmara dos Deputados, em Brasília, e deverá reunir os presidentes das cinco legendas, seus líderes de bancada e parlamentares, assim como representantes de movimentos sociais, sindicais, intelectuais e artistas. 

A frente de esquerda reúne quatro pré-candidatos à Presidência: Lula, que lidera as intenções de votos em todos os cenários, mas pode ser inabilitado da disputa, Manuela D'Ávila pelo PCdoB, Ciro Gomes pelo PDT e o PSOL já anunciou o nome do coordenador do MTST Guilherme Boulos. Eles ainda não estão confirmados no evento.

O PSB ainda não tem candidato próprio e negocia com o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa. 

No último dia 7, deputados e senadores das cinco legendas, além do senador Roberto Requião (MDB-PR), se reuniram em Brasília para traçar estratégias de combate contra as medidas do governo Michel Temer e para unificar a esquerda, a fim de vencer as eleições em outubro.

Após lançar o Manifesto Unidade para Reconstruir o Brasil, a frente deverá levar o documento e seus pré-candidatos a presidente para o Fórum Social Mundial, que será realizado em Salvador, entre os dias 13 e 17 de março.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247