Frentes marcam carreatas e bicicletadas pelo impeachment de Bolsonaro

"Vamos continuar pressionando para que os deputados pautem o impeachment de Bolsonaro na Câmara, motivos para isso não faltam", disse Raimundo Bonfim, coordenador nacional da Central de Movimentos Populares (CMP) e um dos organizadores do movimento pelo Impeachment de Bolsonaro

Atos reforçarão pedidos de afastamento de Jair Bolsonaro
Atos reforçarão pedidos de afastamento de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo organizaram atos previstos para acontecer neste próximo domingo (31) pelo impeachment de Jair Bolsonaro. As manifestações terão carreatas e bicicletadas em várias cidades do país. Em São Paulo, a concentração será a partir das 9h, na Praça Charles Miller, no estacionamento do estádio do Pacaembu.

"Vamos continuar pressionando para que os deputados pautem o impeachment de Bolsonaro na Câmara, motivos para isso não faltam. Já passou da hora", afirma Raimundo Bonfim, coordenador nacional da Central de Movimentos Populares (CMP) e um dos organizadores  do movimento pelo Impeachment de Bolsonaro.

No último sábado (23), cerca de 100 cidades participaram de atos pelo fim do governo de Bolsonaro, pela vacina, já - gratuita e para todos - retorno do auxílio emergencial e proteção do emprego. 

Participantes dos atos destacarão novamente o descaso do governo federal com a pandemia do coronavírus, o que ficou mais evidente com o colapso do sistema de saúde de Manaus. Documentos apontaram que o ministério da Saúde sabia do cenário crítico na capital oito meses antes de ser constatada a falta de oxigênio em hospitais.

Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que o governo federal sabia do iminente colapso do sistema de saúde no Amazonas 10 dias antes da crise.

Em outra manifestação, o procurador da República Igor Spindo disse que a causa principal para que o oxigênio faltasse para pacientes de coronavírus em Manaus na última semana foi a interrupção do transporte deste insumo pela Força Aérea Brasileira (FAB), ainda não se sabe por ordem de quem.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email