'Funai tem de ficar com mamãe Damares, não com papai Moro'

Ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, utilizou nesta quarta-feira, 8, um termo familista para pedir que a Fundação Nacional do Índio (Funai) permaneça subordinada à sua pasta; "A Funai tem de ficar com mamãe Damares, não com papai Moro. Lugar da Funai é nos direitos humanos", disse Damares, durante evento no STJ; "Eu não tenho interesse de ficar com a Funai", rebateu Moro

'Funai tem de ficar com mamãe Damares, não com papai Moro'
'Funai tem de ficar com mamãe Damares, não com papai Moro' (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

247 - A ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, utilizou nesta quarta-feira, 8, um termo familista para pedir que a Fundação Nacional do Índio (Funai) permaneça subordinada à sua pasta.

"Hoje é dia de briga e eu estou brigando com o ministro Sergio Moro aqui. Estou brigando pela Funai, que vai ficar comigo. A Funai tem de ficar com mamãe Damares, não com papai Moro. Lugar da Funai é nos direitos humanos", disse Damares, durante evento no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em resposta a Damares, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que a reivindicação para que a Funai volte para a Justiça não é dele. A pressão tem sido feita por líderes partidários, sobretudo de partidos do chamado centrão. "Eu não tenho interesse de ficar com a Funai", rebateu Moro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247