General debocha da ordem de Alexandre de Moraes

O general da reserva Paulo Chagas, alvo de mandado de busca e apreensão do ministro do STF Alexandre de Moraes, afirmou ter certeza que a ordem judicial têm relação com o que ele escreve; o militar é investigado no inquérito que apura supostas fake news contra ministros da Corte; "Escrevo sobre o STF há muito tempo. Evito falar mal da Corte, Mas não de atos de pessoas da Corte. Estou em Campinas. Minha reação é de achar graça", disse 

General debocha da ordem de Alexandre de Moraes
General debocha da ordem de Alexandre de Moraes (Foto: Reprodução/Facebook)

247 - O general da reserva Paulo Chagas, alvo de mandado de busca e apreensão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, afirmou ter certeza que a ordem judicial têm relação com o que ele escreve. O militar é investigado no inquérito que apura supostas fake news contra ministros da Corte.

"Escrevo sobre o STF há muito tempo. Evito falar mal da Corte, Mas não de atos de pessoas da Corte. Estou em Campinas. Minha reação é de achar graça", disse ao jornal O Estado de S.Paulo. "Não tenho nada para esconder. Tudo o que faço e falo coloco no meu blog".

Paulo Chagas afirmou que não ligou para o presidente Jair Bolsonaro ou alguém do Planalto. "Não é assunto para tratar com presidente da República", declarou o general.

Em seu Twitter, Paulo Chagas costuma fazer críticas ao STF. No dia 16 de março, por exemplo, o general escreveu. "A pressão popular sobre os ministros do STF está surtindo efeito. Se quem não deve não teme, por que Gilmar Mendes e Toffolli estão tão agressivos? O desespero indica que estamos no caminho da verdade! "Sustentar o fogo porque a vitória é nossa"."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247