GGN: PGR e PF vazam contra o PT e a favor de Temer

Depois de informações de inquérito contra a presidente do PT, Gleisi Hofmann, serem vazados para a revista Veja, agora, foram vazados para a Folha trechos do inquérito sobre a JBS; informações apontam que no dia da gravação de Temer por Joesley Batista, o ainda procurador da República Marcelo Miller trabalhou 16 horas seguidas para a JBS, das 7 da manhã às 23; Joesley ligou o gravador que grampeou Temer às 22hs31; gravação terminou 38 minutos depois

Depois de informações de inquérito contra a presidente do PT, Gleisi Hofmann, serem vazados para a revista Veja, agora, foram vazados para a Folha trechos do inquérito sobre a JBS; informações apontam que no dia da gravação de Temer por Joesley Batista, o ainda procurador da República Marcelo Miller trabalhou 16 horas seguidas para a JBS, das 7 da manhã às 23; Joesley ligou o gravador que grampeou Temer às 22hs31; gravação terminou 38 minutos depois
Depois de informações de inquérito contra a presidente do PT, Gleisi Hofmann, serem vazados para a revista Veja, agora, foram vazados para a Folha trechos do inquérito sobre a JBS; informações apontam que no dia da gravação de Temer por Joesley Batista, o ainda procurador da República Marcelo Miller trabalhou 16 horas seguidas para a JBS, das 7 da manhã às 23; Joesley ligou o gravador que grampeou Temer às 22hs31; gravação terminou 38 minutos depois (Foto: Aquiles Lins)

Jornal GGN - Voltou a prática de vazamento de inquéritos em poder da Procuradoria Geral da República (PGR) e da Polícia Federal em Brasília. No final de semana, foram vazadas para a revista Veja trechos de inquérito contra a presidente do PT Gleisi Hofmann que eram desconhecidos da própria Gleisi e de seus advogados, repetindo o mesmo padrão dos tempos de Rodrigo Janot.

Agora, foram vazados para a Folha trechos do inquérito sobre a JBS, mostrando que no dia da gravação de Temer por Joesley Batista, o ainda procurador da República Marcelo Miller trabalhou 16 horas seguidas para a JBS, das 7 da manhã às 23. Joesley ligou o gravador que grampeou Temer às 22hs31. A gravação terminou 38 minutos depois.

Segundo o jornal, o dado consta em e-mail enviado pelo ex-procurador a Esther Flesch, a advogada que o levou para o escritório Trench Rossi Watanabe.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247