Gilmar cita Bob Dylan contra injustiça penal

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes usou uma música de Bob Dylan para responder no Twitter a questionamentos de duas mulheres em Lisboa sobre suas decisões. Gilmar afirmou que 'Bob Dylan nos mostra o quanto a Justiça penal pode ser injusta'; pode ser exemplo o ex-presidente Lula, que foi condenado a nove anos e meio de prisão no âmbito da Operação Lava Jato mesmo sem provas até então

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes usou uma música de Bob Dylan para responder no Twitter a questionamentos de duas mulheres em Lisboa sobre suas decisões. Gilmar afirmou que 'Bob Dylan nos mostra o quanto a Justiça penal pode ser injusta'; pode ser exemplo o ex-presidente Lula, que foi condenado a nove anos e meio de prisão no âmbito da Operação Lava Jato mesmo sem provas até então
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes usou uma música de Bob Dylan para responder no Twitter a questionamentos de duas mulheres em Lisboa sobre suas decisões. Gilmar afirmou que 'Bob Dylan nos mostra o quanto a Justiça penal pode ser injusta'; pode ser exemplo o ex-presidente Lula, que foi condenado a nove anos e meio de prisão no âmbito da Operação Lava Jato mesmo sem provas até então (Foto: Romulo Faro)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes usou uma música de Bob Dylan para responder no Twitter a questionamentos de duas mulheres em Lisboa sobre suas decisões. Gilmar afirmou que 'Bob Dylan nos mostra o quanto a Justiça penal pode ser injusta'.

"Sua canção Hurricane é sobre o boxeador Rubin Hurricane Carter, preso por quase 20 anos por um crime que não cometeu. Quem pode garantir que amanhã não pode ser você?", questionou o ministro.

Nas ruas de Lisboa, onde ele passa férias desde dezembro, duas brasileiras o questionaram. "O senhor é de uma injustiça imensurável! Inclusive deve estar querendo se disfarçar aqui, né? Andando como um comum dos mortais. Coisa que não é! O senhor não tem vergonha do que o senhor faz pelo país?"

Gilmar sempre recorre ao argumento de que suas decisões são tomadas com base na Constituição.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247