Gilmar Mendes diz que Bolsonaro mantém 'bicefalia' como se presidente e cidadão fossem diferentes

"São atitudes incompatíveis. Não podemos ter essa 'bicefalia', como se a gente dissesse 'não, agora é o cidadão e não o presidente'. Presidente e cidadão estão confundidos; não podem ser distinguidos, como se quer fazer", afirmou Gilmar Mendes sobre comduta de Jair Bolsoanro diante da pandemia.

Bolsonaro exonera ex-mulher de Gilmar Mendes do conselho da Itaipu
Bolsonaro exonera ex-mulher de Gilmar Mendes do conselho da Itaipu
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou que Jair Bolsonaro  vive uma "bicefalia" ao se colocar em uma posição na qual se comporta diferentemente como chefe de Estado e como cidadão ao tratar do isolamento social.

"O presidente — vamos chamar assim, na pessoa natural, física —, por palavras e também por gestos, acabava por sinalizar no outro sentido", disse Gilmar, em um debate promovido pelo site UO, nesta quarta (22), mediado pelo colunista Reinaldo Azevedo. "É preciso que, em uma concordância prática, tenhamos a proteção à saúde e a proteção à economia", acrescentou.

"Os gestos e as condutas do presidente neste contexto levaram a essa visão e é claro. Nós falamos pelos nossos atos. Mas nós falamos também — especialmente líderes, como é o caso do presidente — pelos nossos gestos, pelas nossas condutas. O cidadão comum, ele fica perplexo diante desse tipo de atitude", acrescentou o ministro do STF.

Gilmar Mendes enfatiza que "a sanidade do sistema de saúde" está em jogo nesses discurso contraditório do governo.

"São atitudes incompatíveis. Não podemos ter essa 'bicefalia', como se a gente dissesse 'não, agora é o cidadão e não o presidente'. Presidente e cidadão estão confundidos; não podem ser distinguidos, como se quer fazer", acrescentou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247