Gilmar Mendes quer julgar suspeição de Moro até setembro

"Virá antes (da aposentadoria de Celso de Mello), espero que já no segundo semestre retornemos a turma num plenário físico", disse Gilmar Mendes

Gilmar Mendes e Sergio Moro
Gilmar Mendes e Sergio Moro (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou que pretende concluir o julgamento da suspeição de Sergio Moro na condenação do ex-presidente Lula ainda antes da saída do decano Celso de Mello, que se aposentará da corte em novembro. De acordo com reportagem do UOL, a previsão de Mendes é que a matéria seja julgada até no máximo setembro.

"Virá antes (da aposentadoria de Celso de Mello), espero que já no segundo semestre retornemos a turma num plenário físico, porque não é muito fácil dialogar com as pessoas e perceber um entendimento ou não entendimento nesse plenário virtual, a dinâmica muda", afirmou Gilmar em entrevista à CNN Brasil.

A ação foi apresentada pela defesa de Lula, que pede a anulação das condenações proferidas por Moro, quando juiz da 13º Vara Federal de Curitiba, por parcialidade já que o ex-juiz foi nomeado posteriormente como ministro por Jair Bolsonaro e com base nas denúncias apresentadas na Vaza Jato, que revelou o conluio de Moro com os procuradores para condenar os ex-presidente.

O ministro acredita que as sessões virtuais serão suspensas até o julgamento de Moro. "Desejo que em agosto, setembro julguemos isso", previu o ministro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247