Gleisi: frente pela democracia tem barrado retrocessos no País

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse que Frente pela Democracia, Soberania e pelos Direitos do Povo já conseguiu "duas importantes vitórias no Congresso Nacional. A primeira foi barrar a reforma da previdência, a segunda barrar também a privatização da Eletrobras. Ontem caiu a Medida Provisória que pretendia iniciar o processo de privatização. Isso se dá exatamente com articulação dos partidos de esquerda e com o apoio da população que quer o país de volta"

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresenta relatório favorável ao projeto que confere poder de polícia às guardas municipais (PLC 39/2014)
Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresenta relatório favorável ao projeto que confere poder de polícia às guardas municipais (PLC 39/2014) (Foto: Paulo Emílio)

247 com Agência PT - A presidenta Nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, destacou que apesar da situação econômica e social do Brasil ainda ser alarmante, a articulação dos partidos de esquerda tem conseguido evitar que o governo Michel Temer promova retrocessos ainda maiores. O assunto foi alvo de uma reunião da Frente pela Democracia, Soberania e pelos Direitos do Povo na manhã desta quarta-feira (23) em Brasília.

Um dia antes da reunião, o trabalho da Frente, que tem a participação de PT, PDT, PSB, PCdoB, Psol e PCB, já havia sido decisivo para barrar a Medida Provisória 814/2017, que altera leis do setor elétrico para permitir a privatização da Eletrobras – a MP foi retirada da pauta nesta terça-feira (22) pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na reunião desta quarta (23), aproveitamos para fazer avaliação positiva dos efeitos desta frente. "Nós já conseguimos com esta articulação dos partidos de esquerda duas importantes vitórias no Congresso Nacional. A primeira foi barrar a reforma da previdência, a segunda barrar também a privatização da Eletrobras. Ontem caiu a Medida Provisória que pretendia iniciar o processo de privatização. Isso se dá exatamente com articulação dos partidos de esquerda e com o apoio da população que quer o país de volta", ressaltou Gleisi.

O atual cenário econômico e social do Brasil, no entanto, exige cautela em relação a qualquer otimismo além da conta. "Fizemos uma avaliação deste momento político trágico em que o país tem regredido cada vez mais. O PIB está em baixa, portanto, estamos numa recessão, o aumento abusivo do gás de cozinha, o desemprego. Enfim, a deterioração econômica e social do Brasil", avaliou Gleisi.

A Frente pela Democracia deve soltar uma nota ainda nesta quarta-feira sobre novos planos traçados para conter a crise no Brasil. Uma nova reunião também já está marcada para o próximo dia 6 de junho na sede do PCdoB em Brasília.

"Vamos discutir as nossas fundações e discutir propostas que nós possamos apresentar ao Brasil de forma conjunta para o legislativo. Também pediremos audiências com a CNBB e a OAB para levar a nossa posição sobre a realidade atual do brasil", concluiu Gleisi.

Veja o vídeo da senadora Gleisi Hoffmann sobre a atuação da Frente: 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247