Governador do Amazonas critica discurso da 'permissividade' sobre desmatamento

Alvo de crítica de Bolsonaro, que afirmou que os governadores do Norte são "coniventes" com o desmatamento da Amazônia, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), não citou nomes, mas criticou o "discurso da permissividade", que segundo ele leva a piora desses números

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Sem citar nomes, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), fez uma crítica indireta ao presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira 22, ao dizer que "discurso da permissividade" faz piorar o desmatamento na Amazônia. Ele reconheceu o crescimento desses dados no Estado.

"Há o aumento do desmatamento nas áreas de maior atividade pecuária e de madeireira.s. Há um discurso de permissividade e aí pensam que tudo é permitido. Tem que ter respeito ao meio ambiente e atender a essa legislação", disse o governador.

Nesta semana, depois de culpar as ONGs ambientalistas pelo desmatamento, por segundo ele querer chamar a atenção do mundo contra seu governo, Bolsonaro disse que os governadores da Região Norte eram "coniventes" com os crimes e alguns  tinham até interesse nisso.

Questionado se fazia uma referência ao comportamento de Bolsonaro, Lima evitou o confronto direto. "O país está dividido entre esquerda e direita. Há muita gente se movendo pelo ódio", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email