Governador do Amazonas recebeu R$ 1,2 milhão de gestor de prisões

Família de Luiz Fernando Bittencourt, que é presidente da Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio-CE), domina, com 12 empresas, o mercado de gestão de penitenciárias, entre elas as que foram palco de chacina em Manaus, com 60 mortos no fim de semana do Ano Novo; ele usou uma empresa com sede no Ceará, sem negócios com o governo amazonense, para fazer uma das maiores doações de campanha ao atual governador, José Melo (Pros)

governador jose melo
governador jose melo (Foto: Gisele Federicce)

247 – O governador do Amazonas, José Melo (Pros), recebeu uma de suas maiores doações de campanha em 2014 (R$ 1,2 milhão) repassadas por uma empresa que atua na administração de presídios.

A Serval Serviços e Limpeza tem sede em Fortaleza, no Ceará, e não tem negócios com o governo amazonense, mas de acordo com reportagem do jornal O Globo, é uma das 12 empresas administradas pela família de Luiz Fernando Bittencourt, presidente da Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio-CE), que domina o mercado.

Outra empresa da família, a Auxílio Agenciamento de Recursos Humanos, que faz a gestão de presídios no Amazonas, entre eles, os que foram palco da chacina na noite do Ano Novo, quando 60 detentos foram mortos, foi citada recentemente no noticiário como responsável pela doação de R$ 300 mil à campanha do governador.

Ela tem entre os sócios o próprio presidente da Fecomércio-CE. Apenas de 2010 para cá, segundo levantamento do Globo, essas empresas da família Bittencourt receberam direta ou indiretamente R$ 1,1 bilhão para administrar os presídios, que tinham péssimas condições e superlotação de presos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247