Governador petista defende outra candidatura caso Lula não dispute eleição

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), defende que, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continue enfrentado a perseguição política do poder judiciário e não consiga ser candidato, o PT cogite a hipótese de apoiar o nome de outra legenda para a disputa ao Palácio do Planalto; Costa não descartou Jaques Wagner como possível vice em uma chapa encabeçada pelo empresário Josué Alencar (PR)

Governador petista defende outra candidatura caso Lula não dispute eleição
Governador petista defende outra candidatura caso Lula não dispute eleição (Foto: RICARDO STUCKERT)

247 - O governador da Bahia, Rui Costa (PT), defende que, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continue enfrentado a perseguição política do poder judiciário e não consiga ser candidato, o PT apoie nome de outra legenda para a disputa pelo Palácio do Planalto. Costa não descartou Jaques Wagner como possível vice em uma chapa encabeçada pelo empresário Josué Alencar (PR).

"Se ele [Lula] puder ser candidato, ótimo. Se não puder temos que encontrar uma solução e um caminho que, na nossa opinião, pode e deve ser alternativa ao PT. A gente precisa dar um sinal também de que a prioridade é reconstruir o Brasil. A melhor pessoa é o Lula, se ele não pode, acho que não necessariamente tem que estar filiado ao PT", afirmou o governador da Bahia.

Costa afirmou não ver nenhuma alternativa entre os atuais pré-candidatos à presidência e acrescentou: "mais importante que o partido A, B ou C, mais importante que as vaidades pessoais, é a gente se juntar para reconstruir o Brasil".

"Indagado sobre a possibilidade de apoiar o pré-candidato Ciro Gomes (PDT), o governador disse que a aproximação do presidenciável com partidos do centrão –​DEM, PP, SD e –PRB cria certa dificuldade por causa do afastamento da agenda da esquerda.

Rui Costa citou prejuízos causados pela incerteza política no Brasil, mas se recusou a culpar a estratégia do PT de manter a intenção de lançar a candidatura de Lula. O partido pretende registrar o ex-presidente no final do prazo, em 15 de agosto, para levar os recursos judiciais até setembro, dias antes do primeiro turno."

Leia mais aqui.

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247