Governadores da Amazônia Legal negociarão diretamente com países europeus

Governadores da Amazônia Legal lamentaram que as políticas e declarações do governo brasileiro tenham levado à paralisação de financiamentos internacionais e divulgaram nota dizendo que pretendem negociar diretamente com os países envolvidos.

Foto: Araquém Alcântara
Foto: Araquém Alcântara

247 - Governadores da Amazônia Legal lamentaram que as políticas e declarações do governo brasileiro tenham levado à paralisação de  financiamentos internacionais e divulgaram nota dizendo que pretendem negociar diretamente com os países envolvidos.  

O governador do Amapá Waldez Góes afirmou que "o bloco amazônico lamenta que as posições do governo brasileiro tenham provocado a suspensão dos recursos . Nós, governadores da Amazônia Legal, somos defensores incondicionais do Fundo Amazônia”.

A reportagem do jornal O Globo destaca que "no último dia 10, a Alemanha anunciou a suspensão do financiamento de R$ 155 milhões para projetos de preservação da Amazônia refletindo 'a grande preocupação com o aumento do desmatamento'. No dia 15, foi a vez do governo da Noruega anunciar a suspensão dos repasses de 300 milhões de coroas norueguesas, o equivalente a R$ 133 milhões, que seriam destinados ao  Fundo Amazônia - em desacordo com a nova configuração dos comitês."

A matéria ainda acrescenta que "segundo o comunicado, o bloco já informou ao presidente e às embaixadas da Noruega, Alemanha e França, que o consórcio 'estará dialogando diretamente com os países financiadores do Fundo'."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247