Governo Bolsonaro cria comissão para avaliar 'conteúdo ideológico' do Enem

Governo Jair Bolsonaro determinou a criação de uma comissão, por parte do Inep, órgão ligado ao Ministério da Educação, para fazer uma avaliação do "conteúdo ideológico", das questões do Enem; comissão, criada nesta quarta-feira (20), terá um prazo de dez dias para fazer a avaliação e expurgar da prova as questões que abordarem o que considerar "ideologia de gênero" 

Governo Bolsonaro cria comissão para avaliar 'conteúdo ideológico' do Enem
Governo Bolsonaro cria comissão para avaliar 'conteúdo ideológico' do Enem

247 - O governo Jair Bolsonaro determinou a criação de uma comissão, por parte do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC), para fazer uma avaliação do "conteúdo ideológico", das questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A comissão, criada nesta quarta-feira (20), terá um prazo de dez dias para fazer a avaliação e expurgar da prova as questões que abordarem o que considerar ideologia de gênero. Na portaria que criou a comissão, o Inep destaca que realizará a análise das questões para assegurar "sua pertinência com a realidade social, de modo a assegurar um perfil consensual do Exame". Os critérios que serão utilizados para a análise, contudo, não foram especificados.

Em sua posse como ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez já criticou o que chamou de ideologia de gênero e fez louvações e exaltações aos valores familiares e religiosos.

Em novembro do ano passado, logo após ser eleito, o presidente Jair Bolsonaro também criticou o suposto uso "ideologia de gênero, nas questões do Enem e disse que iria "tomar conhecimento" do conteúdo da prova antes de sua aplicação.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247