Governo deve cobrar R$ 1 trilhão dos sonegadores, antes de querer reforma da Previdência, diz Paim

"Os grandes devedores, não só da Previdência, mas também de outras áreas, devem mais de R$ 1 trilhão para o governo. Isso não é executado. Então, quando o governo cobrar esses devedores, vai poder discutir aumento de idade e tempo de contribuição", afirmou o senador reeleito Paulo Paim (PT-RS).

Governo deve cobrar R$ 1 trilhão dos sonegadores, antes de querer reforma da Previdência, diz Paim
Governo deve cobrar R$ 1 trilhão dos sonegadores, antes de querer reforma da Previdência, diz Paim (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

247 - O senador reeleito Paulo Paim (PT-RS), em entrevista ao Jornal do Comércio, apontou que a reforma da Previdência que deve ser encaminhada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) pode prejudicar não só o sistema previdenciário, mas também outras áreas, como a saúde.

Segundo ele, a Previdência do País não precisa de reforma, mas de uma gestão que cobre as dívidas dos grandes sonegadores."

"Na CPI que tratou desse tema, que eu presidi, demonstramos que ir a público cobrar os que sonegam e se apropriam indebitamente dos recursos da Previdência é muito mais proveitoso para o País e para a economia. Os grandes devedores, não só da Previdência, mas também de outras áreas, devem mais de R$ 1 trilhão para o governo. Isso não é executado. Então, quando o governo cobrar esses devedores, vai poder discutir aumento de idade e tempo de contribuição", afirmou o senador.

Confira a íntegra da entrevista no Jornal do Comércio.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247