Governo deverá ter dificuldade neste ano para bancar o novo programa Renda Brasil

Além da defasagem no atual calendário de pagamento, foram desembolsados mais de R$ 14 bilhões dos R$ 20 bilhões do abono salarial, que é a principal fonte de recurso do programa substituto do Bolsa Família

Ministro da Economia, Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O governo Jair Bolsonaro deverá ter dificuldade neste ano para bancar o novo programa Renda Brasil, que foi projetado para substituir o Bolsa Família, após um amplo remanejamento de recursos da área social do Orçamento. O ministro Paulo Guedes, da pasta da Economia, pretende destinar a verba do abono salarial, seguro defeso e outras ações de assistência para um programa único. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Além da defasagem no atual calendário de pagamento, mais de R$ 14 bilhões dos R$ 20 bilhões do abono salarial já foram desembolsados, acrescenta a reportagem. 

Há um compromisso de gastos estabelecido para o abono salarial, que é a principal fonte de recurso do programa Renda Brasil, segundo estudos da equipe econômica de Paulo Guedes. Além disso, a reformulação do Bolsa Família precisa ser aprovada através de projetos no Congresso Nacional.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email