Governo exonera diretora do departamento de HIV/aids do Ministério da Saúde

O governo Jair Bolsonaro exonerou a médica sanitarista Adele Benzaken da direção do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs, do HIV e Hepatites Virais do Ministério da Saúde; ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta já havia demonstrado insatisfação com as ações de prevenção e disse ser necessária a adoção de estratégias que não “ofendessem” as famílias

Governo exonera diretora do departamento de HIV/aids do Ministério da Saúde
Governo exonera diretora do departamento de HIV/aids do Ministério da Saúde (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

247 - O governo Jair Bolsonaro exonerou nesta quinta-feira (10) a médica sanitarista Adele Benzaken da direção do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs, do HIV e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. 

De acordo com a pasta, a mudança é consequência de uma renovação da equipe. O ministério também informou que Adele foi convidada para continuar a contribuir para formulação de políticas para o setor.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, os sinais de que a gestão de Adele estavam sob risco começaram antes da posse de Bolsonaro e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Mandetta mostrou insatisfação com as ações de prevenção e disse ser necessária a adoção de estratégias que não “ofendessem” as famílias.

 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247