Governo quer acabar com desconto de 20% em declaração simplificada do IR

O governo Jair Bolsonaro estuda acabar com o desconto de 20% concedido automaticamente para contribuintes que optam pela declaração simplificada do Imposto de Renda da pessoa física. O objetivo é usar os recursos economizados para ajudar a financiar o novo programa Renda Cidadã

Imposto de Renda
Imposto de Renda (Foto: Marcello Casal Jr. - Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  O governo Jair Bolsonaro estuda acabar com o desconto de 20% concedido automaticamente para contribuintes que optam pela declaração simplificada do Imposto de Renda da pessoa física, para financiar o programa Renda Cidadã. A medida atinge mais de 17 milhões de pessoas. A reportagem é do jornal Folha de S. Paulo.

No modelo simplificado, há uma dedução padrão de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, abatimento que substitui todas as outras deduções. O limite atual desse desconto é de R$ 16.754,34 por contribuinte, acrescenta a reportagem.

O formulário simplificado da declaração do Imposto de Renda pode deixar de existir após 45 anos, desde a sua criação. 

O objetivo é usar os recursos economizados com o fim do desconto de 20% para ajudar a financiar o novo programa Renda Cidadã, que é apresentado pelo Ministério da Economia e por Bolsonaro como o substituto do Bolsa Família. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247