Governo recua sobre enquete e decide manter horário de verão

Após sugerir a realização de uma enquete para avaliar a opinião da população sobre a medida, o governo decidiu manter o horário de verão ao menos em 2017; a justificativa do governo foi de que haveria pouco tempo hábil para um consulta popular adequada, informou o ministério de Minas e Energia nesta segunda-feira (25)  

Verão Maceió - Ponta Verde. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió
Verão Maceió - Ponta Verde. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió (Foto: Charles Nisz)

247 - O governo federal decidiu manter o horário de verão ao menos em 2017. Após a sugestão de uma pesquisa em redes sociais para saber a opinião da população sobre o horário de verão, nesta segunda feira (25), o Ministério de Minas e Energia anunciou a mudança de horário neste ano. Segundo o ministro Fernando Coelho Filho, a decisão aconteceu porque haveria pouco tempo para avaliar a opinião das pessoas. Coelho, porém, não descarta o lançamento de uma enquete no futuro.

Na semana passada, o governo informou que a continuidade da aplicação do horário de verão seria decidida pela Presidência da República. Após a conclusão de estudos que mostram que o horário de verão não proporciona economia de energia, o Ministério de Minas e Energia (MME) decidiu enviar a questão para instâncias superiores. Como a medida divide a opinião popular, o governo estudava fazer uma enquete nas redes sociais para deliberar sobre o assunto. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, evitou dar um posicionamento prévio. Michel Temer é quem bateria o martelo sobre a questão.

"Tendo em vista as mudanças no perfil e na composição da carga que vêm sendo observadas nos últimos anos, os resultados dos estudos convergiram para a constatação de que a adoção desta política pública atualmente traz resultados próximos à neutralidade para o consumidor brasileiro de energia elétrica, tanto em relação à economia de energia, quanto para a redução da demanda máxima do sistema", informou o MME.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247