Gráfica do Enem em falência perdeu imóveis e deve R$ 180 milhões

Os motivos de falência da gráfica RR Donnelley, responsável pela impressão do Enem desde 2009, envolvem a perda de uma ação por quebra de patente, que provocou a apreensão judicial dos imóveis da sede em Osasco (SP) e da filial em Blumenau (SC), além de dívidas de R$ 180 milhões

Gráfica do Enem em falência perdeu imóveis e deve R$ 180 milhões
Gráfica do Enem em falência perdeu imóveis e deve R$ 180 milhões

247 - Os motivos de falência da gráfica RR Donnelley, responsável pela impressão do Enem desde 2009, envolvem a perda de uma ação por quebra de patente, que provocou a apreensão judicial dos imóveis da sede em Osasco (SP) e da filial em Blumenau (SC), além de dívidas de R$ 180 milhões. O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), responsável pelo exame, informou que avalia alternativas seguras para substituir a gráfica e garantiu a manutenção do cronograma da prova, marcado para novembro.

A RR Donnelley foi à Justiça no dia 31 de março solicitar a autofalência. De acordo com a petição inicial, a empresa "chegou a um ponto insustentável: com seu fluxo de caixa extremamente comprometido, não há recursos sequer para custear as despesas correntes e o salário de seus funcionários no próximo mês de abril de 2019".

Além do passivo de R$ 180 milhões, a empresa argumenta que muitos dos clientes em recuperação judicial deixaram de pagar dívidas de R$ 28 milhões por causa da crise na gráfica. "A Requerente não tem expectativa de receber no futuro próximo", diz o texto. Só este ano, a empresa sofreu mais de 300 protestos de títulos por não pagar fornecedores.

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247