Gravações de candidata que recusou ser laranja do PSL desmentem ministro

247 - Áudios de conversas gravadas pela candidata a deputada estadual pelo PSL em Minas Gerais, a professora aposentada Cleuzenir Barbosa, revelam que ela procurou os assessores do ministro do Turismo, o deputado federal Marcelo Álvaro, para denunciar o laranjal; as gravações desmentem as declarações do ministro, que disse que só ficou sabendo das denúncias em novembro

Gravações de candidata que recusou ser laranja do PSL desmentem ministro
Gravações de candidata que recusou ser laranja do PSL desmentem ministro

247 - Áudios obtidos pelo BuzzFeed News revelam que a candidata a deputada estadual pelo PSL em Minas Gerais, a professora aposentada Cleuzenir Barbosa, procurou os assessores do ministro do Turismo, o deputado federal Marcelo Álvaro, para denunciar um esquema de extorsão e lavagem de dinheiro na campanha, conhecido como laranjal.

De acordo com a reportagem Severino Motta, a candidata gravou pelo menos três telefonemas em que procurou assessores do ministro. Em uma das conversas que ocorreu em plena campanha, ela cita "equipe do PSL ameaçando a campanha do Marcelo Álvaro". Na época, o partido era presidido pelo atual ministro.

A versão dada pelo ministro é de que só ficou sabendo das denúncias de Cleuzenir em novembro do ano passado. As gravações contradizem o ministro, pois dois meses antes, ainda na campanha, o homem de confiança dele foi procurado por Cleuzenir.

Numa conversa em setembro com o chefe de gabinete do deputado e coordenador da campanha, Aguinaldo Diniz, tratou sobre os "fatos graves" que poderiam prejudicar a campanha dele de reeleição para a Câmara dos Deputados.

"No dia 18 de setembro, a campanha de Cleuzenir havia recebido R$ 60 mil do PSL e, segundo o depoimento dela ao Ministério Público e à polícia, dois assessores do atual ministro durante a campanha, Haissander de Paula e Roberto Soares, passaram a pressioná-la para entregar R$ 30 mil para a gráfica de propriedade do irmão de Soares – a gráfica é um dos focos de suspeita de desvio de recursos do fundo partidário pelo PSL mineiro", aponta a reportagem do BuzzFeed.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Cleuzenir contou: "Era o seguinte: nós mulheres iríamos lavar o dinheiro para eles. Esse era o esquema. O dinheiro viria para mim e retornaria para eles."

Na conversa gravada, Cleuzenir disse ao assessor de Marcelo Álvaro que precisava falar com com o então deputado devido a uma situação urgente que poderia desembocar em casos "mais graves".

"Tem uma equipe do PSL que está ameaçando a campanha do Marcelo Álvaro em Governador Valadares e região. E eu não vou deixar sem participar isso ao deputado", disse ela.

O assessor de Marcelo, por sua vez, promete: "Tá, eu vou falar com ele. Assim que eu encontrar com ele, eu vou passar o seu recado."

Confira a íntegra da reportagem no BuzzFeed

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247