Greve dos caminhoneiros será batizada de “Lorenzoni”, diz líder da categoria

Para um dos principais líderes dos caminhoneiros, Wanderlei Novaes, conhecido como Dedeco, a irritação nasceu quando o ministro Onyx Lorenzoni declarou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) estava negociando com as pessoas erradas; Dedeco disse que dará o nome ao ministro para que este não esqueça "com quem deve negociar"

Greve dos caminhoneiros será batizada de “Lorenzoni”, diz líder da categoria
Greve dos caminhoneiros será batizada de “Lorenzoni”, diz líder da categoria
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM) pode ganhar uma homenagem indigesta. De acordo com uma das principais lideranças dos caminhoneiros, a próxima greve da categoria, marcada para o dia 29 de abril, será batizada de Lorenzoni.

Para Wanderlei Novaes, conhecido como Dedeco, a irritação nasceu quando este declarou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) estava negociando com as pessoas erradas. Ele, que foi uma das principais lideranças da categoria na paralisação do ano passado, disse que derá o nome ao ministro para que este não esqueça "com quem deve negociar".

Em áudio divulgado na sexta-feira (19), o ministro disse que Bolsonaro havia "dado uma trava" na Petrobras, e que tem buscado outras pautas para a categoria. "Por outro lado, nós estamos resolvendo aquela questão dos postos e vamos pra cima da fiscalização. Eu venho insistindo muito nisso, o presidente entrou nisso. Tu vai (sic) ver, que muitas coisas vão acontecer já nesta semana", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247