Grupo contratado pelo Ministério da Saúde foi investigado por promover ataques a candidatos em eleições

O conglomerado contratado pelo Ministério da Saúde foi também punido pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) por cometer fraudes que acabaram por causar cobranças indevidas de seus clientes

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Saúde contratou a empresa Talktelecom Comércio de Equipamentos de Informática e Serviços Empresariais para fazer telefonemas à população e realizar uma busca ativa de doentes. A empresa pertence a um grupo que foi investigado por, supostamente, promover ataques em massa a candidatos em eleições.

O conglomerado ainda punido pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) por cometer fraudes que acabaram por causar cobranças indevidas de seus clientes.

A Talktelecom irá receber R$ 46,8 milhões para fazer 120 milhões de ligações automatizadas. A contratação foi feita sem licitação por conta da urgência causada pela pandemia de Covid-19.

Nas eleições de 2014, o conglomerado a qual pertence a Talktelecom se tornou suspeito de disseminar por telemarketing mensagens pejorativas em relação ao então candidato ao governo do Rio de Janeiro Lindbergh Farias (PT).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247