Grupo do MP que investiga Flávio Bolsonaro assume apuração sobre Carlos no caso dos funcionários fantasmas

Investigação sobre funcionários fantasmas no gabinete de Carlos Bolsonaro será feira pelo mesmo grupo que investiga Flávio Bolsonaro. O uso das provas do inquérito do senador no de Carlos depende de autorização judicial

Carlos Bolsonaro e Flávio Bolsonaro
Carlos Bolsonaro e Flávio Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Gaecc (Grupo de Atuação Especializado ao Combate à Corrupção), do Ministério Público estadual do Rio, assumiu há cerca de três semanas a investigação sobre funcionários fantasmas no gabinete de Carlos Bolsonaro. 

É o mesmo grupo que investiga Flávio Bolsonaro.

Entre as pessoas que tiveram sigilo bancário quebrado na apuração contra o senador, quatro também trabalharam para o vereador. O uso das provas da investigação de Flávio no inquérito de Carlos depende de autorização judicial, informa o Painel da Folha de S.Paulo.

O Gaecc entrou no caso após o Supremo decidir que é inconstitucional o foro especial a vereadores.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247