Grupos entram na Justiça contra o cartel do câmbio

Ao menos 14 grupos empresariais entraram na Justiça na tentativa de evitar a prescrição do prazo para cobrar indenizações de bancos brasileiros e estrangeiros envolvidos no cartel do câmbio; esses bancos são suspeitos de combinar a taxa que cobraram dos clientes —empresas brasileiras— em operações com moeda estrangeira

Grupos entram na Justiça contra o cartel do câmbio
Grupos entram na Justiça contra o cartel do câmbio (Foto: REUTERS/Bruno Domingos)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ao menos 14 grupos empresariais entraram na Justiça na tentativa de evitar a prescrição do prazo para cobrar indenizações de bancos brasileiros e estrangeiros envolvidos no cartel do câmbio. Esses bancos são suspeitos de combinar a taxa que cobraram dos clientes —empresas brasileiras— em operações com moeda estrangeira.

“Vale, Braskem, Usiminas, Gol, Odebrecht e OceanAir foram algumas das empresas que, em ações individuais, acionaram a Justiça, na semana passada.

(...)

Entre as instituições estão os brasileiros BTG Pactual, Itaú BBA, Santander e Bradesco (por ter assumido o passivo do HSBC) e estrangeiros como Bank of America Merrill Lynch, Citibank, Credit Suisse, Deutsche Bank, JPMorgan, Morgan Stanley, Standard Chartered e UBS.”

Leia mais aqui.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247