Guedes ameaça o país: pode parar Bolsa Família em setembro

Paulo Guedes ameaçou parar com o programa Bolsa Família a partir de setembro em reunião no Congresso nesta terça se os parlamentares não aprovarem o projeto de crédito suplementar de R$ 248 bilhões; mais uma vez, ele chantageou o país e vinculou a liberação de verbas sociais à aprovação do projeto do governo de destruição da Previdência

Guedes ameaça o país: pode parar Bolsa Família em setembro
Guedes ameaça o país: pode parar Bolsa Família em setembro (Foto: Reuters | Reprodução)

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, ameaçou parar com o programa Bolsa Família a partir de setembro. Foi em audiência da Comissão Mista de Orçamento (CMO) nesta quarta (14). Segundo ele, se o Congresso Nacional não aprovar o projeto de crédito suplementar de R$ 248 bilhões, necessário para cumprir a regra de ouro, travará os pagamentos do governo. Guedes mais uma vez chantageou o país e vinculou a liberação de verbas sociais à aprovação do projeto do governo de destruição da Previdência.

Segundo o ministro, sem o crédito, os pagamentos de subsídios param em junho, de benefícios assistenciais em agosto e, do Bolsa Família, em setembro. Guedes voltou à chantagem quanto a seu projeto da Previdência. Disse que a rejeição ao projeto do governo pode impedi-lo de de "salvar o País". 

Apesar das ameaças, afirmou que, como ministro da Economia, "manda muito pouco" e que não é ele quem decide onde são feitos cortes orçamentários, já que o presidente Jair Bolsonaro indica as prioridades do governo. "As pessoas acham que eu tenho muito mais poder do que eu tenho. O poder está em quem vai sancionar leis", concluiu.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247