Há 16 anos, Lula disse não a uma guerra dos EUA

Nesta quarta-feira, 20, completa-se 16 anos da decisão do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, de iniciar uma invasão no Iraque; o Instituto Lula lembrou que o ex-presidente Lula rejeitou participar da operação militar; "Ele tava com a obsessão de invadir o Iraque. Ele falou: ʽEu gostaria que o Brasil tivesse conosco nessa empreitadaʼ. E eu disse: ʽPresidente, o meu inimigo não é o Iraque, meu inimigo é a fome do povo brasileiroʼ", disse Lula em 2013, durante discurso no congresso do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Automotiva dos EUA

Há 16 anos, Lula disse não a uma guerra dos EUA
Há 16 anos, Lula disse não a uma guerra dos EUA

247 - O Instituto Lula lembrou que nesta quarta-feira, 20, completa-se 16 anos da decisão do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, de iniciar uma invasão no Iraque. 

Em meio às declarações do presidente Jair Bolsonaro de apoio à ofensiva do presidente Donald Trump contra a Venezuela, o Instituto Lula lembrou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rejeitou participar de uma operação militar com os Estados Unidos. 

"Ele tava com a obsessão de invadir o Iraque. Ele falou: ʽEu gostaria que o Brasil tivesse conosco nessa empreitadaʼ. E eu disse: ʽPresidente, o meu inimigo não é o Iraque, meu inimigo é a fome do povo brasileiroʼ", disse Lula em 2013, durante discurso no congresso do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Automotiva dos Estados Unidos. 

Assista:

 

 

Leia, abaixo, a íntegra do texto do Instituto Lula:

Em 20 de março de 2003, há exatos 16 anos, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ordenou a invasão ao Iraque, como parte de sua campanha de "guerra ao terror".

A Casa Branca alegava que Saddam Hussein estaria armazenando armas de destruição em massa e financiando ações da Al-Qaeda. As justificativas do governo norte-americano se mostrariam não apenas frágeis, mas falsas: as tais armas de destruição em massa nunca foram encontradas.

Em 2013, durante Congresso da UAW (Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Automotiva dos Estados Unidos) Lula contou de uma conversa que teve com Bush: "Dia 10 de dezembro de 2002 eu estava eleito presidente da República e o presidente Bush me convidou para vir aos Estados Unidos. Ele tava com a obsessão de invadir o Iraque. Ele falou: ʽEu gostaria que o Brasil tivesse conosco nessa empreitadaʼ. E eu disse: ʽPresidente, o meu inimigo não é o Iraque, meu inimigo é a fome do povo brasileiroʼ".

Apesar da campanha mundial contra a guerra e da posição contrária do Conselho de Segurança da ONU, o conflito se arrastaria por mais de oito anos. Segundo estatísticas oficiais, até 2011 a guerra teria custado 170 mil vidas; relatórios independentes, no entanto, apontam para a morte de mais de 1 milhão de pessoas, como vítimas diretas ou indiretas da violência que tomou conta do Iraque.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247