Haddad denuncia desmonte da universidade pública

Ex-ministro da Educação, que foi candidato à Presidência da República pelo PT em 2018, critica a notícia de que o governo Bolsonaro cortou 13,7 mil cargos em universidades públicas; "Conforme antecipei, começa o desmonte das universidades", postou no Twitter; decreto assinado pelo presidente extingue cargos, funções e gratificações na administração pública, o que atingiu em cheio a Educação

Haddad denuncia desmonte da universidade pública
Haddad denuncia desmonte da universidade pública (Foto: Ricardo Stuckert)

247 - Ex-ministro da Educação, que foi candidato à Presidência da República pelo PT em 2018, Fernando Haddad criticou a notícia de que o governo Jair Bolsonaro cortou 13,7 mil cargos em universidades públicas. "Conforme antecipei, começa o desmonte das universidades", postou Haddad no Twitter.

O decreto assinado pelo presidente extingue cargos, funções e gratificações na administração pública, o que atingiu em cheio a Educação. De 21 mil vagas eliminadas no setor público, ao menos 13.700 estavam em instituições de ensino, o que representa 65% dos cortes.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247