Haddad denuncia desmonte da universidade pública

Ex-ministro da Educação, que foi candidato à Presidência da República pelo PT em 2018, critica a notícia de que o governo Bolsonaro cortou 13,7 mil cargos em universidades públicas; "Conforme antecipei, começa o desmonte das universidades", postou no Twitter; decreto assinado pelo presidente extingue cargos, funções e gratificações na administração pública, o que atingiu em cheio a Educação

Haddad denuncia desmonte da universidade pública
Haddad denuncia desmonte da universidade pública (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-ministro da Educação, que foi candidato à Presidência da República pelo PT em 2018, Fernando Haddad criticou a notícia de que o governo Jair Bolsonaro cortou 13,7 mil cargos em universidades públicas. "Conforme antecipei, começa o desmonte das universidades", postou Haddad no Twitter.

O decreto assinado pelo presidente extingue cargos, funções e gratificações na administração pública, o que atingiu em cheio a Educação. De 21 mil vagas eliminadas no setor público, ao menos 13.700 estavam em instituições de ensino, o que representa 65% dos cortes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email