Haddad: ministro da Educação é ridículo e autoritário

O ex-presidenciável do PT Fernando Haddad bateu duro no ministro da Educação, Abraham Weintraub, que pretende cortar verbas de universidades públicas onde houver "balbúrdia"; o anúncio é um sinal da simpatia do governo pela privatização da instituições de ensino superior; "Bolsonaro trocou um ministro da Educação ridículo por outro ridículo e autoritário: 'MEC cortará verba de universidade por 'balbúrdia' e 'bagunça'", escreveu Haddad no Twitter

Haddad: ministro da Educação é ridículo e autoritário
Haddad: ministro da Educação é ridículo e autoritário (Foto: Ricardo Stuckert | Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidenciável do PT Fernando Haddad bateu duro no ministro da Educação, Abraham Weintraub, que pretende cortar verbas de universidades públicas onde houver "balbúrdia". O anúncio é um sinal da simpatia do governo pela privatização da instituições de ensino superior.

"Bolsonaro trocou um ministro da Educação ridículo por outro ridículo e autoritário: 'MEC cortará verba de universidade por 'balbúrdia' e 'bagunça'", escreveu Haddad no Twitter.

Três universidades foram enquadradas nesses critérios de "balbúrdia" e tiveram repasses reduzidos: a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

De acordo com o ministro, há instituições de ensino que têm sido palcos de manifestações partidárias ou festas inadequadas ao ambiente universitário (veja aqui).

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247